Últimas Crónicas

Carta ao Presidente

loading...

Depois da eleição de um verdadeiro Presidente da Câmara que dinamiza e leva o bom nome do Porto para a frente, pois que o outro grande símbolo da cidade – o F. C. Porto – faz tudo menos isso.

Que clube é este que vemos hoje em dia? Ou não vemos…

Sou portista. Cresci a ver os grandes jogos de futebol e conquistas do Porto. Campeonatos, Taça UEFA, Champions League, Taça Intercontinental… grandes jogadores, treinadores, Presidente do Clube. Actualmente não vejo o Porto de antigamente, aquele que dava gosto ver, com quem vibrava, com quem me sentia em campo, por quem torcia como se a minha vida dependesse disso. Não consigo ver um jogo sem me aborrecer. Não me lembro da última vez que vi um jogo completo do meu clube.. Um bocado triste dizer isto, mas é a verdade.

Nos últimos dias aquele que foi o grande Presidente do Porto disse que “batemos no fundo”. Sr. Presidente devo dizer-lhe que andamos a bater no fundo já há algum tempo, não é de agora. Não sei se é da idade, se perdeu a garra e o pulso firme que tinha antigamente, porém se o clube não é o mesmo o senhor também não o é. O Presidente de antigamente não tinha esperado tanto tempo para despedir o Lopetegui. O Presidente de antigamente já tinha dado uma descasca pública aos jogadores que não querem estar no clube. Porque Sr. Presidente se é para fazer corpo presente, tanto o senhor como vários jogadores, é melhor não estar. Estou como o Jorge Costa, de quem não gostava quando comecei a seguir o clube mas de quem passei a gostar, ponham alguns jogadores da equipa B e vão ver a garra de querer ganhar um jogo, porque eles querem chegar à equipa principal e mostrar o valor que têm para permanecer lá, porque sabem que o lugar deles não é garantido. Porque têm amor à camisola e isso os faz dar tudo por tudo para ganhar, o que têm e o que não têm. Perder mas fazer de tudo para ganhar uma pessoa compreende; perder sem jogar não.

Para que foram os milhões gastos em jogadores se muitos já foram embora e os que estão não jogam? Onde está a gestão deste plantel? Onde está o Porto que eu gostava?

Nunca fui ao Estádio do Dragão, mais uma coisa triste de dizer mas lá está é a verdade. (Ser filha de pai benfiquista ajudou à coisa.) Agora, com alguma independência financeira poderia ir, torcer pelo meu clube no próprio estádio. Só que para quê? Para ver um desilusão de jogo? É que são mesmo 10 homenzinhos atrás da bola e um a tentar que não a metam dentro da baliza. Quando começar a ver o meu Porto novamente, talvez pondere ir, terei mesmo de ter a certeza que jogam a sério.

Quem me ler deve pensar que apenas torço pelo clube quando ganha, o que não é verdade. Mas terei de torcer por uma equipa que quer ganhar o jogo, que dá sempre o máximo em campo, que está lá porque quer. É isso que não vejo. E não consigo perceber como o Presidente o permite.

Os adeptos estão fartos, por muita paciência que tenham. E quando colocam em causa o lugar do Presidente alguma coisa está mesmo mal. Não estará na altura de dar lugar a alguém que tenha mais, não sei se deva dizer amor ao clube porque penso que o amor está lá, mas talvez mais paciência para liderar um clube com a importância que tem o F. C. Porto, primeiramente para os adeptos e depois para a própria cidade.

O Porto enquanto cidade tem ganho vida, dinamismo. E era ver os Aliados cheios de adeptos estrangeiros, antes dos jogos europeus, a cantar e a beber cerveja. Era ver uma cidade com dois clubes nas ditas competições. E agora é ver os dois a sobreviver, cada um à sua maneira. Cada um olha pelo seu clube, é certo, mas ver os dois em baixo é muito mau.
Espero por melhores dias do meu Porto. Espero conseguir voltar a ver a garra nos jogadores, no próprio Presidente. Este campeonato já foi, tenho noção disso, mas que o próximo seja nosso e que a revolução dentro do balneário comece agora. Esperanças…

1 Comment

1 Comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Crónicas Mais Lidas

loading...
To Top