Últimas Crónicas

Estás vivo, não estás? Então não te queixes… – Gil Oliveira

loading...

E como se assim não fosse… Mais um ano que acabou-se! (Eu sei, não é assim que se escreve, mas foi de propósito para rimar. Na realidade costumo completar esta expressão com uma frase pouco mais ordinária, mas optei por não a escrever aqui, não vá estar alguma criança a ler isto…)

2013, já era! Ainda ontem estávamos nós, em amena cavaqueira, com um monte de gente e agora já estamos no final de outro ano. (O mais provável é já ser 2014 quando estiver a ler isto. Até porque eu duvido que haja um único leitor que vá ler a minha crónica ainda em 2013… Até digo mais: se por acaso houver alguém que esteja a ler isto em 2013 faça o favor de me deixar um comentário e eu prometo que lhe envio um presunto para a sua morada! Quer dizer…Um presunto…se calhar é demais… Mas 100gr de presunto, juro que lhe envio!)

O 2013 foi ano difícil para todos… Guerras, ataques terroristas, o Benfica perdeu o campeonato, tornados, cheias, dores de barriga, secas, o Benfica perdeu a Liga Europa, tempestades, calos nos pés, empresas a fechar, o Benfica perdeu a taça de Portugal, despedimentos, unhas encravadas, crise, etc… Tivemos de tudo um pouco. Mas o importante é não pensarmos muito nisso. O mais importante é pensarmos na melhor coisa de todas! E sabe que coisa é essa? Não sabe?! Sabe, sabe… Pense lá um bocadinho… Vá, não seja preguiçoso… Não, não é isso. Falhou! O mais importante é estarmos vivos!!

Isso mesmo, meu amigo. Apesar de todas estas maleitas que aconteceram em 2013, você está vivo! Vivo e ainda tem acesso à Internet (senão não estava a ler isto, não é?) o que é que você quer mais? Sabe quantas pessoas davam um braço ou um dedo mindinho do pé, para estarem vivas? Não sabe? Então eu digo-lhe: todas aquelas que já morreram! E olhe são bem mais do que as que estão vivas… Ah pois é!!

As pessoas têm muito a mania de se queixar: “Aiii que me doí isto…” ou “Ai que agora recebo menos e trabalho mais…” ou ainda “Aii que me custa tanto a acordar cedo para ir trabalhar…”… Ó malta, tenham mas é juízo, pá! A vida foi feita para se aproveitar. Temos é que desfrutar e tentar gozar ao máximo, sem queixumes nem arrependimentos! Eu sei, não é fácil. Eu próprio às vezes também me queixo. Mas depois, utilizo a minha super técnica incentivadora e passa-me logo!
Ai quer saber qual é? Então está bem… Como é fim do ano e eu estou bem disposto, vou partilhar consigo:

– Quando me custa a sair da cama: “Gil… Muita gente neste mundo não é capaz de sair da cama e tu estás-te a queixar quando tens essa capacidade…”

– Quando não me apetece trabalhar: “Gil… Tens milhares de pessoas desempregadas que dariam tudo para ter o teu emprego…”

– Quando me dói qualquer coisa: “Gil… Deixa de ser maricas. Podia ser pior… Podias não ter bracinhos ou perninhas…” (É verdade… Eu não estou a ser mauzinho! Há por aí muita gente sem braços ou pernas que dariam um olho para terem os meus membros…)

– Quando as coisas não correm bem: “Gil… Pensa positivo que seguramente algo de bom te irá acontecer!” (E acontece, pessoal! Acreditem ou não costuma funcionar…)

– E quando tudo parece correr mesmo, mesmo, mesmo mal: “Gil… Olha-te ao espelho. Estás vivo, és um tipo saudável, bem parecido (e modesto), quantas coisas boas tens na vida?! Mais do que más, não é?! Então agarra-te mas é a elas e siga para bingo!”

E pronto, é mais ou menos isto que eu faço para que a minha vida corra bem. É certo que não corre sempre bem mas também lhe digo: se corresse tudo as mil maravilhas, não tinha piada! Uma das coisas boas que temos na vida, é conseguir superar os desafios!

Obrigado e tenham um excelente 2014!!
AHH! E se por acaso for ler o meu texto, às 3 ou 4 da manhã, bêbado que nem um cacho, e decidir comentar para tentar ganhar as 100gr de presunto, aviso-lhe já que não vale a pena. Só ofereço mesmo a quem comentar antes da meia-noite!

GilOliveiraLogo

Crónica de Gil Oliveira
Graças a Dois
Visite o blog do autor: aqui

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Crónicas Mais Lidas

loading...
To Top