Últimas Crónicas

Kaiser Chiefs em Coimbra

loading...

Todos os anos tenho ido pelo menos um dia à Queima, talvez numa forma de matar saudades, não sei.

Ricky Wilson, durante a música Modern Way, em frente a um ecrã gigante

Este ano, foi no dia 12 de Maio, o último dia das Noites do Parque, que assisti (em excelente companhia) a um concerto fabuloso dos britânicos Kaiser Chiefs.
Apesar de não ser a primeira vez que a banda esteve em Coimbra, foi a primeira vez que os vi ao vivo. E é completamente diferente conhecer a banda do audio em estúdio ou dos vídeos no Youtube e vê-los ao vivo. É aquele som que nos faz mexer mesmo quando estamos de rastos. A energia da banda e, em especial do vocalista, é super contagiante e a ligação com o público é enorme do principio ao fim.
Ricky Wilson é incansável. Ele canta em cima da bateria, da coluna, da estrutura que suportava um dos painéis gigantes, agarrado à grua da câmara, … Enfim, onde e como lhe viesse à cabeça. Para além disso, incentivava o público a participar através de palmas, braços no ar, acompanhado-o a cantar ou, entre músicas, com metade a gritar “Kaiser” e outra metade a gritar “Chiefs” à vez.

Há vários excertos do concerto no Youtube, este é um deles:

Fez-me regressar (em pensamento, claro) a 2004, quando no último Optimus Sudoeste (no ano seguinte passou a Sudoeste TMN), subiram ao palco Soulwax, Rodrigo Leão, Dandy Warhols, Zero 7, Groove Armada, Kraftwerk, Air e dEUS (entre outros), mas foram os escoceses Franz Ferdinand que fizeram levantar a poeira na Zambujeira do Mar.

Também gostei bastante dos conimbricenses Flying Cages que tocaram antes dos Kaiser Chiefs. Desconhecia a banda, mas têm um som muito bom.

Crónica de João Cerveira
Este autor escreve em português, logo não adoptou o novo (des)acordo ortográfico de 1990

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

loading...
To Top