Últimas Crónicas

Sport tv está acima dos comuns mortais

loading...

Pois é, meus caros amigos, e presumo alguns inimigos também (depois deste artigo estou a imaginar uns quantos), hoje venho-vos falar um pouco de Economia e suas leis. Uma das coisas que sempre me ensinaram, e nem é preciso ser-se estudante de Economia para isso, é que “não existem almoços grátis”. Uma frase sonante que não significa mais do que o facto de não existirem borlas, tudo tem um preço, e tudo é um mercado. E é nesse mercado que se definem preços entre a procura e a oferta dum produto, onde se a procura aumenta, o preço aumenta com ela, se a oferta aumenta, ao invés, o preço diminui.

Ok, depois desta pequena, e talvez até chata, introdução, estamos prontos para focar o fenómeno, mais, o Triângulo das Bermudas das mais fundamentais leis da economia que mora ali para os lados do Parque das Nações. Mas atenção, o mérito deste feito digno dum Nobel da Economia não é só da Sport tv, o mérito é essencialmente nosso, nosso como quem diz, dos seus clientes.

Senão vejamos, a Sport tv oferecia aos seus clientes uma quantidade de produtos pelo valor mínimo mensal de 23,99€. Com esse preço, a Sport tv “oferecia”, além do que oferece nos dias que correm, a Liga Espanhola, a Liga alemã, a Liga francesa e a Champions League aos seus clientes. Um valor, baixo ou alto, justo ou injusto, em que a oferta, Sport tv, encontrava a procura, nós.

Ora, e mais uma vez repito, não é preciso ser-se economista para chegar a esta conclusão, se a Sport tv deixou de ter um custo com a aquisição destas Ligas que acabei de enunciar, com a consequente diminuição de conteúdos/produtos oferecidos, o normal seria que o valor de assinatura mensal dos produtos transaccionados pela Sport tv diminuísse. Até pelo aumento da oferta proporcionado pelo aumento dos players no mercado. Porém, não foi isto que aconteceu, a Sport tv manteve o mesmo preço, onde continuou a encontrar a procura.

Como é que isto é possível? Isto é o mesmo que um produtor de batatas vender a um cliente 5 kilos de batatas por 5 euros, mas na semana seguinte, fruto do produtor ter poupado nas sementes das batatas, só ter 2kilos para venda, mas o preço manter-se nos 5 euros por menos três quilos, e o cliente diz apenas, “ok e obrigado”.

Mas o mérito desta proeza económica, como já disse anteriormente, não reside na sua maior parte na destreza dos dirigentes da Sport tv, embora lhes gabe a destreza e coragem, o mérito deste almoço grátis, é nosso. Porque de forma insólita, e acreditando nas palavras produzidas pelo canal, a procura não se ressentiu. Ou seja, nós somos os clientes das batatas que pagam o mesmo por muito menos, nós estamos a dar de barato os três quilos de batatas à Sport tv.

Isto viola todos os conceitos centenários da mais pura Economia.

Pois bem, se acham que isto está bem, se concordam com a Sport tv, se não se importam de cozinhar este almoço grátis para a Sport tv alimentar a sua vigorosa e proeminente cintura, então, bem, então mantenham a subscrição dos canais, e quem sabe, um dia chega um prémio Nobel com o vosso nome pelo correio.

Ps. Não se esqueçam de partilhar este fenómeno do entroncamento, perdão, do Parque das Nações.

 

 

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

loading...
To Top