Últimas Crónicas

A mania de defecar do alto – Augusta Ferreira

loading...

Portugal é um país onde se gosta de cagar do alto e se de momento não o é, prepare-se porque será [email protected] para tal.

Isso faz-me lembrar no brasil, onde os nosso patriotas foram lá exterminar os índios e os costumes locais e implementar a fé da ICAR e os nosso costumes que quando tinham os impostos pagos, o presente que tinham era cagar em cima dos escravos negros que estavam presos e havia um buraco que directamente ia dar aos mesmos. Um país muito religioso, mas sem o mínimo de respeito pela vida alheia…

Veja-se a quantidade de licenciados que andam a trabalhar em call centre ou center, agora a moda é contact centre, ou a quantidade de licenciados que em vez de andar a trabalhar na sua área andam pelas limpezas e em trabalhos onde pessoas “sem qualificação” antes eram admitidas.

Continuamos com a ausparvidade a agoniar as casas dos portugueses e continuamos a exigir tudo do bom e do melhor e se por ventura nem sabemos com o que estamos a lidar, basta insultar uma ou outra pessoa e tudo bem, afinal o futuro não vai mudar nem um bocadinho e o que for será bem-vindo.

Ainda hoje li um artigo num jornal onde uma pessoa se interessou por ser vendedor ambulante, mas não conseguiu porque nunca lhe chegaram a dar as licenças necessárias para o efeito, mas que raio? Com [email protected] [email protected] porque não se oferecem alternativas, para quem quer trabalhar de forma honesta?
Já sei, sai muito mais rentável, as pessoas continuarem a viver da miséria de rendimentos que o estado lhes proporciona e ficarem calados.

Ainda no mesmo artigo li que em outros países como Estados Unidos há muita gente a vender cachorros e todo o tipo de alimentação nas ruas, porque o estado não lhes coloca tantos entraves e é verdade, mas não nos esqueçamos de algo, as ruas dos Estados Unidos, não são as ruas de Portugal, acredito que há mais ruas por onde não cabem nem duas carroças puxadas por burros do que avenidas onde realmente se possa ir tranquilamente com o carro, sem que nos saltem semáforos, como pipocas a estalar.

Em Portugal, há muita burocracia para tudo, até para as coisas mais básicas, senão vejamos, para ligar para qualquer linha de apoio a cliente, há uma empresa que trabalha com o call centre que por sua vez trabalha com uma sub-empresa da mesma companhia só que muito mais barata, que por sua vez contrata os seus funcionários através de ETT.

Mas isto cabe na cabeça de alguém?

Cabe, na cabeça dos nossos políticos que nem conhecem a realidade do país que desgovernam e dos empresários que em vez de gastarem cerca de 2000€ com cada um dos seus funcionários, gastam 800€ e pelo menos 300€ vão para pagar os custos da ETT.

Ai meu Portugal, meu país de agachados que gosta de cagar do alto, ai meu Portugal…

Crónica de Augusta Ferreira
Se eu acreditasse em tudo o que me dizes
Visite o blog da autora: aqui

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Crónicas Mais Lidas

loading...
To Top