Últimas Crónicas

Amor: existe vários tipos?

loading...

Tudo o que procuramos é o amor. Quer sejam animais racionais ou irracionais. Aquilo a que mais aspiramos é o amor. Será que existem vários tipos de amor?

Quando encontramos alguém que nos faz bater o coração fortemente, pelo qual ficamos com a face rosada sem explicação, com o qual praticamos loucuras que jamais pensaríamos fazer na vida e quase ficamos em êxtase só de olhar, encontramos a paixão. Mas depois desta paixão se não fica o amor tudo acaba.

O amor que se sente por um pai, um filho, um irmão, um marido quanto a mim é apenas amor, a relação que se estabelece com cada um é que é completamente diferente. Não sentimos o mesmo tipo de relação por um filho, por um pai ou por um marido, no entanto o primeiro sentimento que temos de ter por cada um é o amor.

Hoje dei por mim a pensar que se realmente eu não sentisse amor pelas minha filhas como tinha paciência? Como arranjava em cada dia mais um segundo para estar com elas? Como tinha coragem, após um dia de trabalho cansativo, de ainda arranjar tempo para contar histórias? E isto não é assim tão estranho, quantos pais não conseguem sequer aceitar que são pais, que rejeitam os filhos, qual foi o primeiro sentimento que lhes faltou? O amor!

Num casal, é verdade que o sentimento primordial é a paixão, no entanto se a relação continua o que perdura é o amor. Como é que se não existisse amor, o homem aguentava as tensões pré-menstruais da sua mulher? Como é que a mulher aguentava tudo aquilo que o seu homem deixa fora do sitio que ela pré-destinou, sapatos desarrumados, pingos de xixi na sanita? Como é que ambos aguentam tantas contas para pagar ? Educar os filhos tentando não gritar? E como aguentariam tantas outras coisas inesperadas que surgem na vida de um casal? Não aguentariam, tem de morar o amor no coração de cada um, para juntos enfrentarem os desafios.

A diferença na relação entre marido e mulher para os outros tipos de relação familiar é que entre eles não existem laços de sangue, logo tem de existir uma capacidade de sedução mutua continua, por isso é que nós não temos ex-filhos, nem ex-pais, nem ex-familiares, porque não os escolhemos, somos unidos por sangue. Entre marido e mulher não funciona assim, por não termos aquele compromisso familiar temos de estar predispostos a amar mutuamente, temos de silenciar quando por vezes nos apetece gritar, temos de ser tolerantes, temos de respeitar, ter paciência e disposição para ouvir, aceitar o outro tal e qual como é…Também não basta pensar que o sexo resolve tudo, o amor existe sem sexo e sexo sem amor é só para amantes, se perguntam se da sedução mutua não deve fazer parte o sexo? Sim, deve na minha opinião, mas a sua opinião é a mais importante. E quando assim é existe amor!

O Amor é amparado por uma centena de sentimentos.

Boa semana e amem-se muito…

1 Comment

1 Comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Crónicas Mais Lidas

loading...
To Top