Últimas Crónicas

As más notas escolares e a importância da palavra não – parte 1

loading...

Há pais que cagam para os filhos, foi esta a conclusão que eu cheguei há pouco tempo. Desculpem a minha franqueza leitores, mas há formas de educar que me arrepiam as entranhas. Eu lido diariamente com professores e alunos, prevejo um futuro negro no que concerne à educação e ao emprego. Os alunos estão se a marimbar para as aulas, putos a passar de ano à tangente, não sabem escrever uma frase sem um erro ortográfico, não percebem nada de cultura, são uma cambada de preguiçosos e mal educados, mães a culpar o insucesso escolar dos filhos devido à hiperatividade deles, pais que dão prendas aos filhos por estes terem notas medias…enfim, é tanta cagada que eu nem sei por onde começar.

  • A obrigação das boas notas

Eu sou uma mãe exigente, eu exijo ao meu filho que ele tire boas notas na escola. O meu filho tem nove anos e tem excelentes notas, é uma criança muito inteligente e perspicaz, anda no quarto ano, além de ser um craque a matemática, também é um excelente desportista, cujo futuro que ele tem em mente passará certamente pelo desporto. Ele gosta da Escola e gosta de estudar e aprender. Poderia ser de outra forma? Não! Eu não saio de casa para trabalhar todos os dias? Tenho que fazer um bom trabalho se não sou despedida correcto? Então a obrigação dele é sair de casa todos os dias para ir para a escola estudar, aprender e brincar. Se eu dou uma prenda ao meu filho por ele tirar boas notas? Nunca! Não vou presenteá-lo por um dever que ele tem de cumprir. Uma mãe que oferece uma prenda ao filho por este tirar suficiente, está a dizer-lhe que um suficiente basta, mas não devia bastar. Porque é que não exigimos aos nossos filhos mais que um suficiente? Inconscientemente estamos a dizer-lhe que ele não é capaz de mais e melhor.

  • A culpa e os pais

É mais fácil dizer sim do que educar, eu sei, é mais fácil por os putos numa explicadora, assim se a coisa correr mal nunca irão se sentir culpados, afinal eles pagaram a uma explicadora para fazer o seu trabalho, a culpa é naturalmente dela, eu sei, é mais fácil culpar os professores pelo mau desempenho do filho, oh coitadinho, está numa fase difícil, está a ser medicado para a ansiedade, do que assumir a culpa, mas sabem pais…a culpa é vossa! As crianças e adolescentes do nosso pais estão muito mal habituadas, passar a mão na cabeça do menino, dizer ámen a tudo, não lhes falta nada, eu até vou mais longe e afirmo, só falta mesmo os pais pedirem desculpa aos filhos pelo mau resultado escolar!

  • O castigo

Se o meu filho um dia tiver a infelicidade de tirar negativas, vai ficar de castigo. De castigo o tempo necessário até subir as notas. Oh coitadinho ele não tem culpa. Não tem culpa o tanas! És muito exigente! Sou sim com muito prazer! Se uma criança tem capacidade para jogar no tablet que custou 200 euros, para andar para trás e para a frente com o telemóvel todo xpto, que custou 600 euros, e para jogar na playstation que custou 500 euros, então tem capacidade para tirar boas notas! Não tem boas notas? Oupa, pega nos livros e vai estudar malandro.

  • O incentivo familiar

Sempre gostei da escola, mas faltou-me o incentivo familiar, aquelas frases que os pais dizem aos filhos: Boa sorte para o teste filho! Queres que te ajude a estudar, filho? Eu não tive direito a isso, lembro-me de estar a estudar na mesa da sala até altas horas e a minha mãe no sofá a roncar e a salivar do cansaço de um dia de trabalho intenso. Se nós, pais, não mostramos interesse e não os incentivarmos a estudar e a aprender, quem vai fazê-lo? Ninguém, porque, mais uma vez afirmo, a família é o grande pilar de uma criança. Não é a escola que tem, por si só, de incentivar, não são os colegas e muito menos o atl onde fazem os deveres. Somos nós pais.

” A educação é a arma mais poderosa que você pode usar para mudar o mundo.”

Nelson Mandela

Continua

1 Comment

1 Comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Crónicas Mais Lidas

loading...
To Top