Últimas Crónicas

Já conhece o Futegolfe?

loading...

Certas palavras dizem tudo e “futegolfe” é uma dessas palavras. Dou-lhe desde já duas respostas muito rápidas: sim, existe mesmo e sim, é mesmo um desporto. O que o leitor agora queria era saber tudo o que há para saber sobre o futegolfe não era? Pois veja lá o quão bem eu o conheço que esta semana o “Desnecessariamente Complicado” versa, na sua totalidade, sobre este novo desporto. Estão preparados para esta autêntica montanha russa de emoções e regabofe?

O mais fácil é irmos por partes. Farei as perguntas que sei que o leitor está a colocar a si próprio e darei as respostas de seguida. Sim, eu sei que é como se estivesse a falar comigo mesmo, mas obrigado por ter ressalvado esse aspecto.

Antes de mais importa perceber o seguinte: o que raio é o futegolfe? A resposta é bastante mais curta do que pode pensar à primeira vista: é um desporto de precisão, onde os jogadores chutam uma bola de futebol tentando acertar num buraco no menor número possível de remates.

Próxima questão: quem é que inventou este desporto? Certamente haverá uma pessoa (ou um grupo de pessoas) responsável pelo remix entre o golf e o futebol, contudo…ninguém sabe quem é essa pessoa. Ou seja: apenas sabemos que a sua origem data de 2006, na Europa, e que mais tarde se espalhou para a América do Sul e para os Estados Unidos da América (EUA). Tudo tem um inventor, existem patentes e direitos de autor que ajudam muito boa gente a viver uma vida descansada, mas parece que ninguém tem particular interesse em reclamar para si a invenção deste desporto. E acho que só isso já diz muito sobre o futegolfe…

Por esta altura o leitor tem várias questões na sua mente mas esta é, com toda a certeza, uma das mais urgentes: existe um equipamento oficial para jogar futegolfe? Existe pois, então mas pensa que isto é à balda não? O equipamento oficial é, em tudo, semelhante ao do golf, mas com uma diferença: as meias são até ao joelho, tal como no futebol, e sempre bastante coloridas (o que era, em boa verdade, completamente escusado). Portanto do futebol eles retiraram três coisas: a bola, o conceito de introduzir a bola num local específico e as meias até ao joelho. Se era para escolherem apenas três coisas podiam ter tomado decisões muito melhores, digo eu, não sei.

Então e as regras? Pois as regras existem (já disse antes que este desporto não é à balda!) e são muito próximas das do golf (porque será?). Esqueça os autogolos, as faltas e os cartões amarelos e vermelhos porque nada disso tem lugar aqui! Está a ver a bola de futebol? E aquele buraco enorme lá ao fundo, consegue ver? Pronto, então é simples: introduza a bola no buraco no menor número de remates possível (isto soou um bocadinho mal ou a minha mente é que está demasiado poluída?). Esta é, em boa verdade, a essência deste desporto. Eu sei, parece ser entusiasmante (atenção que a frase anterior tem doses bíblicas de ironia…).

Mas continuemos com as questões: em que país existem mais praticantes e mais campos de futegolfe? Duas perguntas, uma só resposta: EUA. A América é um país tão grande que há de tudo (para o bem e para o mal, evidentemente). E por entre tudo o que os EUA têm para oferecer está o futegolfe. Queria mais uma razão para não ir aos “states”? Não tem de quê!

Futegolfe

Onde raio se joga futegolfe? Nos campos de golfe ditos “normais”? Pois, como deve imaginar seria impossível este desporto ser praticado nos campos normais. O mesmo significa que existem campos específicos apenas para o futegolfe. Mas se este desporto é recente e tem poucos praticantes seria de esperar que existissem apenas meia dúzia de campos, certo? Pois, seria de pensar isso, sim. Mas a realidade é bem diferente. Veja o número de campos certificados para a prática deste desporto pela American FootGolf League (AFGL): http://www.footgolf.net/courses.html . É, ou não é, de ficar de boca aberta? Pois, de repente ganharam uma boa dose de respeito pelo futegolfe não foi? Juntem-se ao clube….

Entre um jogador de futebol e um praticante de golfe quem dará um melhor praticante de futegolf? Muito possivelmente um jogador de futebol que conheça as regras e tenha praticado golfe. Porque, se pensarem bem, isto tem muito pouco de futebol: não têm de correr mas sim de caminhar, estão a jogar sozinhos e não em equipa e podem apenas dar um remate de cada vez (o que retira toda a importância à habilidade para dar toques ou fazer fintas). Ou seja, não é preciso ser ex-jogador de futebol para ser um bom praticante de futegolf, basta saber chutar uma bola com força e precisão.

Em quantos países se joga este desporto? Por incrível que pareça este desporto é praticado em mais de vinte países. Segundo consta o número está a crescer mas ainda é cedo para saber se se tornará “viral” e chegará à maioria dos países ou se não passará de uma moda e desaparecerá do mapa rapidamente.

Quem é o Cristiano Ronaldo do Futegolf? Ao que consegui apurar os mais destacados jogadores do mundo são Javier Barrionuevo e Bryan Byrne sendo que ambos praticam a modalidade nos EUA (mais concretamente na Califórnia).

Tens alguma curiosidade para me contar sobre este desporto? Por acaso até tenho. Fica a saber que apenas 10% dos praticantes desta modalidade são esquerdinos e que esta modalidade já tem uma Taça Europeia. A última etapa teve lugar em Marbella e terminou com vitória do holandês Bjorn Bulk, tendo a competição por equipas sido ganha pela Itália.

Eu sei o que está a pensar: “este desporto parece ser uma junção do que de pior tem cada modalidade!”. E quer que seja sincero? Sou exactamente da mesma opinião. Parece-me ser extremamente aborrecido e muito pouco estimulante. Contudo, consigo perceber o desafio que pode ser introduzir uma bola de futebol num buraco a muitos metros de distância recorrendo a poucos remates. É, aliás, interessante que este desporto desafie principalmente a concentração, a força e a precisão em detrimento da habilidade física por exemplo.

Ora tendo em conta a quantidade de campos de golfe, e praticantes de golfe, que Portugal atrai todos os anos e os belíssimos jogadores de futebol que forma todos os anos a derradeira questão é: do que estamos à espera para apostarmos tudo neste desporto e nos tornarmos na sua maior potência mundial? É a oportunidade perfeita! Reparem: por ser pouco divulgado ainda não chegou à maioria dos países logo temos finalmente uma hipótese de ficar para sempre na história de um desporto. Claro que estamos na história de muitos desportos, mas nunca dominámos por completo nenhum durante vários anos a nível mundial.

Agora só resta criar campos de futegolf pelo país fora e contactar ex-jogadores de futebol (mais, ou menos, conhecidos) mas que não têm uma profissão definida e que estejam dispostos a praticar este desporto. Depois o Correio da Manhã, o Sol e o Ainanas vão falar deste desporto catapultando-o para o estrelato. Daí a nada todos os canais generalistas, e de cabo, terão um programa de previsões e debate que duram horas infindáveis dedicados apenas a esta modalidade. Num par de anos dominamos o futegolfe a nível mundial!

Ou então isto não faz qualquer sentido e eu estou, claramente a exagerar e a delirar. É uma destas duas hipóteses. Só não sei qual….

Boa semana.
Boas leituras.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Crónicas Mais Lidas

loading...
To Top