Últimas Crónicas

Ópio

loading...

Uma mesa, um café, um cigarro e o meu ópio por favor…E já agora, se não incomodar, uma caneta e um papel…

A verdade é que a escrita é o meu ópio. E como um ópio deve ser tomado todos os dias também eu tenho de me embeber dela para não ressacar. Há muito tempo que não tomo deste ópio.

Um café não chega, traga-me outro, por favor…

A ressaca tem sido longa, a alma ficou seca, os lábios febris, os olhos cansados, as mãos trémulas, as pernas sem força  e mesmo assim tenho feito resistência a este ópio. A escassez de tantos outros vícios são a causa que me fazem resistir-lhe.

Há dias revoltei-me… Desculpe, um cigarro por favor.

Revoltei-me com Deus, não tenho vergonha de o dizer, até os Santos se revoltaram um dia, portanto não sendo eu nem de perto nem de longe Santa, também tenho direito de me revoltar, ralhei-lhe a sério, disse-lhe tudo o que já sabia mas não queria dizer-lhe, abandonei-me e pedi-lhe para me devolver a Fé.

A Fé aquele abraço que me faz sentir que vale a pena, que me faz acreditar, que me faz ver que tudo vai correr bem. A Fé que me faz acreditar no meu ópio e me devolveu a caneta. Peguei nela, num pedaço de papel, tomei um abraço de Fé e sorri. O meu ópio tinha voltado e a ressaca essa já não existia.

…Preciso de outra caneta, por favor.

Estou certa que voltarei a ressacar muitas vezes, no entanto e mesmo se na revolta estiver, pedirei: Deus devolve-me essa Fé que ainda me suporta, tem o tamanho de um piolho, mas tu podes torná-la maior. Se há coisa que tenho aprendido e às vezes da pior maneira, é que a ressaca só nos passa com Fé.

Madre Teresa de Calcutá tinha uma frase que eu respeito: “Nunca se preocupe com números, ajude uma pessoa de cada vez e comece pela mais próxima”. Faz todo o sentido, basta amarmo-nos e amar aqueles que estão no nosso tecto, para transmitir-mos todo esse amor à humanidade.

…Traga-me mais um papel, por favor.

Na vida a crua da realidade é que quando estás na merda, só os que dormem contigo, estão contigo, os outros por vezes nem têm oportunidade de ver…

…Ama-te a ti e aos que estão ao teu lado, tudo o resto vem na sua vez.

 

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

loading...
To Top