Últimas Crónicas

Receita de tarte de salganhada política – Francisco Capelo

loading...

Ora bem, cá vai disto:

Marina-se bem um ex- ministro com uma fatiota de manteiga bem catita, enrolada com um ex- pigarro sílaba morna de Cabo Verde, num campo bem maduro e verde;

Solicita-se um asno cantante a um comentador de cigarra em riste, papagaio Duarte & Companhia, ali para os lados do sextante violeta, amarelo canário e azul muito cosmopolita;

Liberta-se um ex- governante da sua penosa e longa pena escalabitária vedante e pedante greco- suíça, mexendo bem com marinada de sal eslovês piscina média, em Paços de Ferragens de touros escalados finos;

Atiça-se um ex- ex- comentador e ex- ex- político à resma de salivantes da praça equina de Monte Junto, à Estrela, no Largo do canídeo cantinflas pitosga alienado;

Deita-se o alho, a salsa dos partidos do arco e da macaca(da) da governação, aloura-se com um pouco de gengibre e pimenta moída, em lume (muito) brando, que o povo é sereno e para quem é, bacalhau basta;

Pede-se toda a opinião: do pseudo- intelectual, do pedreiro, da louraça da mini- saia à justa e até do seu cão;

(entretanto ajuda-se uma velhinha a passear esse mesmo cão, em troca de um pouco do seu manjericão, para completar o panorama gastro- ergonómico desta bela tarte);

Safardana-se com pêlo de gato, caracóis encebolados, uns gramas de sensatez e senso comum, e serve-se (a contragosto) à populaça em geral, num dia que não seja feriado e em que essa mesma populaça não ameace entrar à força no Palácio de Belém para comemorar à força esse feriado maluco qualquer, a que essa populaça pense tresloucadamente ter direito;

Retiram-se mil e um direitos, em catadupa, qual ditador de meia tijela sul- americano, numa frigideira bem composta de cogumelos chineses e trufas búlgaras;

Adiciona-se algum azeite, molho de Setúbal frio e um cassanero bem cortado;

Agora, duas décimas e três vigésimas e meia de leite magro pingo azedo e uma opinião de um opinador oficial de serviço, a condizer;

Juntam-se ovos e farinha a gosto, e espera-se pelo próximo episódio.

(se queria saber se esta tarde de salganhada política sabe bem… também nós !! Ponha-se na fila e tire uma senha – por esta ordem, s.f.f.)

FranciscoCapeloLogoCrónica de Francisco Capelo
O Suspeito do Costume
Visite o blog do autor: aqui
Visite o site do autor: aqui
Visite a bookstore do autor: aqui

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Crónicas Mais Lidas

loading...
To Top