Poesia

Mel

  No Infinito silêncio do Finito Sou eu, desde a aurora E, na ausente lua obtusa sem sonhos Onde saberás...

  Mãe! Amor incondicional Reescrito de simples palavras, Infinitas na descrição Ausente, Contrariedades com desprimor, Estrela que ilumina Caminhos outrora...