Últimas Crónicas

Marinhosisses

loading...

Com discurso de um populismo atroz da escola “Albertojardiniana” Marinho Pinto lá conseguiu, sem saber muito bem como, fazer com que o PT (Partido da Terra) elegesse dois deputados para o Parlamento Europeu. Pior, o próprio PT conseguiu, sem saber muito bem como, eleger alguém para qualquer coisa, algo que probabilisticamente falando teria uma relação de 1 para 1.000.000. Já agora, alguém sabe o que é o PT? A melhor definição que posso dar é esta: são uma espécie de verdes à direita.

É claro que a figura de Marinho Pinto foi determinante para fazer com que o PT saísse do grupo de partidos inúteis dos quais ninguém fala, do mesmo modo, o “Você na TV” (programa matinal da TVI) foi determinante para que Marinho Pinto fosse o ídolo número 2 das sopeiras de Portugal, que adoram ouvir o discurso exacerbado que pouco mais diz que “são todos uma cambada de ladrões”. Importa referir que o ídolo número 1 das donas de casa (algumas desesperadas) é o próprio senhor Manuel Luís.

Todos ficamos mais aliviados quando Marinho Pinto afirmou de forma solene que dentro de um ano abandonaria o Parlamento Europeu. O menino porém tinha uma na manga e, ao que tudo indica, será candidato a algo impossível: Primeiro-Ministro. Que eu saiba, nas legislativas, elegem-se deputados mas bem, se calhar o senhor Marinho Pinto tem alguma vareta de condão que o fará subir directamente para o palácio de São Bento. Ou isso ou um pacto com o além; tragam as chaimites do Salgueiro Maia e o Velho do Restelo dos Lusíadas que somos bem capazes de ter revolução.

Portugal não está nada mal servido em termos de figuras que atacam qualquer cargo político que mexa. Uns da alta burguesia, como Marinho Pinto ou o mítico Fernando Nobre, outros do “povo rude” como o enorme José Manuel Coelho. Democracia é isto, há candidatos para todos os gostos, texturas e sotaques; é também por estas e por outras que, a cada dia que passa, o meu encanto com a Democracia é substituído por um permanente questionamento acerca de uma alternativa um pouco mais inteligente e com menos circo. Confesso, não encontrei…mas já estive mais longe.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Crónicas Mais Lidas

loading...
To Top